sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Volta amor


Meu amor! 
Escrevo para te avisar que a solidão me ronda
Depois que partiste, nunca estive tão só. 
Tu ES ingrato.
Pois sabes o quanto me fazes feliz tuas cartas 
Nem se quer uns rabiscos me escreves 
Tenho sentido falta dos teus abraços, 
E estes beijos ardentes 
Que me queima ao tocar-me
Em tão pouco tempo que partiste
As horas parecem não passar e as noites infinitas 
E quando o sono vem 
Lembro-me bem o seu sorriso 
Tranqüilizava-me dizendo volto rápido 
Que também levaria um pouco 
Desta infinita saudade que ficou 
Volta amor! Volta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário