segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Acaso


Tudo começou em um acaso
Um belo dia ah! Que lindo dia
Te encontrei! Toquei-te, Dizia esta só 
Foi então que te acompanhei
Em silêncio caminhamos
Segurei a sua mão 
Percebi que num acaso
A sua mão deslizou
O silêncio quebrou 
Quando as suas mãos 
Com muita suavidade
O meu rosto segurou 
Em um momento lentamente
Os seus lábios tocaram os meus
E foi assim em pensamento 
Intensamente que viajei
Nem sei se agora estou triste
Ou se acaso sonhei
Só sei que você existe
Na minha vida na poesia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hoje

Não deixe para amanhã o amor que você pode expressar hoje. O tempo é traiçoeiro… nunca sabemos de antemão, a favor ou contra quem ele con...