O teu amor


O teu amor era a sinceridade
refletida no brilho do olhar,
porém consumida nas ruínas  de uma maldade,
como a poeira da estrada que no sopro do vento, levantou-se  e no espaço, dispersou-se.
Era a verdade demontrada num  lindo sorriso, mas,
apagada em um quadro de mentiras,
como a gota do orvalho na pétala de uma flor,
onde um sol forte e abrasador, se fez, e a secou.
Teu amor era o sonho mais sonhado
que na mais bela realidade transformou-se, e,
acabou sendo destruída pelo cansaço de um ciúmes doentiu, como,um dia bonito, de céu azulado que é desfeito pôr uma tempestade de vento e chuva forte.
Teu amor era a alegria demonstrada na simplicidade de cada gesto, de cada palavra.....,
mas levada nas ondas de uma aventura qualquer,
esquecida nesta mais profunda tristeza,
como os raios do sol, que,com a chegada da noite,
se escondem pôr de trás dos montes.
O teu amor era a vida  deslumbrada e vivida intensamente em grandes e pequenos gestos, detalhes e momentos,era a felicidade sentida em um simples, mas,caloroso e romantico beijo.
E agora.
O teu amor, é,apenas esta dor que me consome,
é a névoa desta saudade sentida em cada lembrança,vivida neste resto de esperança. 

Comentários

Postagens mais visitadas