Folha seca


Você chegou como uma folha seca
trazida pelo sopro de um vento calmo e sereno.
Chegas-tes sorrindo,o sorriso mais lindo, amável, puro.
Nos olhos trazias um brilho raro,um brilho de amor e de esperança.
Em tuas palavras meigas e doces,o romântismo de um sincero coração.
Em tuas mãos,o afago carinhoso, de um sentimento simples e verdadeiro,que,devolveu ao meu coração, triste e amargurado pelos desencantos da vida,
o desejo de viver um grande amor.
Em teus gestos simples,traduzias uma paz, já não sentida,perdida em tempos de dor  e desenganos.
Tudo em você era real, um sonho completo de amor,
a felicidade vivida em cada momento,
nos mais simples, nos mais complexos,
nos mais lindos e nos mais difíceis também.
Nas coisas mais grandiosas, e,nas coisas mais pequeninas também.
Porém, chegou um dia,o dia que o vento voltou a soprar,nada calmo como o dia que te trousses,mas sim,como um furacão avassalador, que tudo destrói.
Uma tempestade violenta e fria,para longe te levou, tudo se acabou.
De mim nada mais restou.
Num vento calmo, como folha seca você chegou,
desabrochando a vida em mim perdida,
devolvendo os mais belos sonhos de um amor sem fim.Porém, este vento, que novamente soprou,
nada calmo, e, sim avassalador,para sempre te levou,em mim deixando apenas rastros de uma grande destruição,pedaços espalhados,
do meu triste coração.

Comentários

Postagens mais visitadas