domingo, 6 de outubro de 2013

Vem...


Vem matar minha sede na relva na rede, 
vem matar o meu desejo, 
vem me sufocar com o seu beijo, 
vem de qual que canto do universo ser a inspiração do meu verso, 
vem me diz onde moras, seu nome e seu telefone. 
Vem minha princesa encantada, 
vem agora. 
Antes que algo aconteça e eu vá embora!

Um comentário: