domingo, 29 de setembro de 2013

Por quê gosto de você?


Talvez eu devesse começar a responder essa pergunta no momento exato em que lhe conheci 
há algum tempo. Pessoa carinhosa, meiga sincera, amiga, inteligente, sensível, certamente eu 
teria imensa dificuldade de dizer em poucas palavras tudo aquilo que você representa em 
minha vida. Nem mesmo a eternidade vale um pedacinho da sua amizade, minha doce e 
inesquecível amiga. 
Pedra preciosa que entende não ser necessário mostrar suas inúmeras virtudes em público, pois 
tem ciência que o vidro brilha maravilhosamente diante do sol, porém o ouro fascina ainda que dentro de um cofre. Não precisamos questionar o que vale mais. Admiro suas inúmeras qualidades, 
seu modo de ser, agir e pensar. Não julgo, ainda mais pelo que vejo, mas afirmo pelo que sinto com o coração.
Você é um recanto inesgotável de amor, alegria e entusiasmo. És sonho difícil de acreditar 
que se tornou realidade. Pessoa magnífica, estrela-guia em que repousa a paz. Um oásis de 
beleza rodeado de pássaros que atendem por diversos cognomes: magia, delicadeza, educação, 
pureza, firmeza, sensualidade, mistério, fascínio.
És assim... linda por inteiro. Se me perguntarem um dia quem é você, responderei sem receio 
de errar: imagine um campo florido, o sol brilhando, céu azul, o mar ao fundo em degrade com o céu. Pessoas sorrindo, cantando, pulando de alegria. Imaginou? Isso é um dedinho dela, eu diria. É tão difícil descrever pessoas como você...tão especiais. Mas pelo menos me esforço... e espero 
que eu consiga demonstrar o quanto você é importante para mim. Assim como és por demais 
especial para todos que a cercam. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário