Saudades...



Dizem que o passado inexiste!
Que o que passou, passou!
O que é isto que mora dentro de mim?
Diante de olhos arregalados, vejo tudo claramente,
Sinto o cheiro cheio de frescor,
E em minha boca sabor!
Como posso tocar quem já passou,
Sentir-me abraçado e abraçar,
Se tudo são ilusão e desvario,
Como dizem aqueles que não vivem o meu amor?
Mas o que é isto dentro da gente?
Que trazemos uma mesma emoção,
Num mesmo doce olhar?

Comentários

Postagens mais visitadas