quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

O oposto



O que o amor é capaz de construir? 
Se eu me desmancho só com um sorriso teu? 
O que o amor é capaz de encontrar? 
Se eu vivo me perdendo nos teus braços? 
O que o amor é capaz de suportar? 
Se eu não aguento ficar um segundo sem ouvir a tua voz? 
O que o amor é capaz de curar? 
Se a minha mania é te acariciar? 
O que o amor é capaz de proteger? 
Se eu me entrego de corpo e alma para você? 
O que o amor é capaz de fazer? 
Se tudo que eu faço é só pensar em você? 
O que o amor é capaz de ensinar? 
Se eu me recuso a aprender viver sem você? 
O que o amor é capaz de doar? 
Se eu faço toda questão de ter você só pra mim? 
O que o amor é capaz de resistir? 
Se eu não resisto aos teus beijos? 

Tenta imaginar



Tenta imaginar 
O céu sem a lua e as estrelas,
Simples não é? 
Difícil mesmo é tentar imaginar
E compreender
O quanto eu estaria
Na escuridão da noite
Quando não posso ver o brilho do seu
Sorriso. 
Tenta imaginar
Uma aquarela
Sem as cores,
Simples não é?
Difícil mesmo é tentar imaginar 
E compreender 
O quanto cinzento
Ficaria os meus dias
Sem o arco-íris dos teus olhos.
Tenta imaginar 
Um caminho sem
Norte,
Simples não é?
Difícil mesmo é tentar imaginar
E compreender
O quanto eu ficaria perdido
Se você me abandonasse.
Tenta imaginar
Um vencedor desistindo 
Do pódio,
Simples não é?
Difícil mesmo é tentar imaginar
E compreender
O quanto derrotado
Eu seria 
Se desistisse de conquistar
O teu amor.
Tenta imaginar 
Um sábio
Com o diploma dos loucos,
Simples não é?
Difícil mesmo é tentar imaginar
E compreender
O quanto leigo
Eu seria 
Se não aprendesse
A soletrar eu te amo.
Tentar imaginar 
Um jardineiro
Cultivando espinhos,
Simples não é?
Difícil mesmo é tentar imaginar
E compreender
O quanto tolo
Eu seria se
Trocasse o teu amor e 
O teu carinho pela solidão.
Tentar imaginar
E compreender
Tudo o que eu estou imaginando
Quando estou pensando
Em você,
E assim você irá compreender
As razões dos meus 
Pensamentos sempre será
Você.

O dom de amar



Com as mãos trêmulas, 
Coração audacioso, 
Um bilhete para você 
Ouso-me a escrever. 
Dizendo que o amor 
Que tenho por você 
Poeta nenhum jamais 
Poderá descrever. 
Eles podem até ter 
O dom das palavras, 
Destas mesmas palavras 
Que os traem, manipulando-os, 
Obrigando-os, 
Favorecendo-nos. 
Escrevendo e 
Reescrevendo 
O que vai escrito 
Neste mísero pedaço de papel 
É toda a pura verdade, 
E ainda que todos eles tivessem 
O dom de amar, 
Não seria o suficiente, 
Porque o mais importante 
Do que ter 
O dom de amar 
É ter você 
E você já me pertence. 
Por mais que você 
Perca estas palavras com o tempo, 
Quero que saiba 
Que Deus é a minha testemunha 
De que mesmo sabendo 
Deste risco 
Eu fiz até o impossível 
Só porque eu te amo de verdade. 


Meus desejos



Meu amor... Te confesso hoje alguns dos meus 
desejos... Estar perto de ti, ver a lua dentro do seu olhar, te abraçar, sentir tua boca a me provocar, viver a volúpia de um louco e ardente beijo... 
Os meus desejos são como um rio transbordante... Fecho os olhos e até posso sentir seu 
cheiro.... Mas amor só se vive a dois, depende de mim e de ti acender essa chama que fará de nós dois um único ser.... 
Quisera eu que todos esses desejos fossem realidade do nosso amor... Ouvir os doces gemidos dos teus desejos e depois no teu colo me me deitar e  apenas sentir a calma de um desejo tão forte que acabou de se realizar... Assim seria feliz para sorrir e não mas sofrer com toda essa distância que existe entre eu e você... Libertaria todo esse amor e sairia por ai a cantar de tanta felicidade...por ter a certeza 
que nasci para te amar...

Fingimento



Tudo é muito pouco,
De quase nada
Que eu sempre achava
Que tudo em você
Eu sempre conhecia.
Como naquele dia
Em que sonhar com você
Eu já pretendia.
E assim dá um fim
Em minha agonia
Que me seguia
Por qualquer lugar
Que eu corria.
Não me negues
O teu amor
Porque sem você
O que de mim seria? 
Simplesmente uma brisa fria,
Que prevalece na escuridão da noite,
E se desfaz
Na luz do dia.
Como te conquistar
Se o maior trunfo
Do meu coração
Você já conhecia?
Agora de mim
Você não escapa
Porque em teus olhos
Eu descobri
Que em todo esse tempo
Você só fingia
Que de mim você fugia.
Mas desde o início
Você já sabia
Que não importava
O quão longe de mim
Você estivesse
Eu te encontraria.
Podendo matar
A minha melancolia,
Que insistentemente dizia,
Que você não existia.
Pura mentira
Em mim eu já te sentia.
Ainda que se
Para além do limite do fim
Suponhamos que se
Houvesse um fim.
O meu amor
Por você subsistiria.

Um mar de amor...



Tem amores infinitos, desde antes de nascer
tem amores  que nascem antes que possamos saber
tem amores marcados em data e lugar, tempo e idade...
tem aqueles que vem como uma onda gigante... derrubando tudo..
tem uns calmos e mornos... tem uns doces e outros 
amargos...tem os eternos e os passageiros,avassaladores e vorazes!!
como o meu por você, feroz, gigante, derruba barreiras... muralhas.
veio como uma onda de vento chegou e virou um furacão!
destruiu meu coração, arrasou com minha paz, deixou em pedaços minha alma.
mas cada vez que te encontro cato todos os pedaços caídos de mim
pelo chão como semente semeadas atrás de fertilidade,como  migalhas de pão.
me refaço em minutos... me atiro em seus braços! Te amasso te devoro.
Te consumo me assumo como louca por  você! 

Só o que eu quero é...



Quero sentir-te 
Assim como o girassol 
Sente o calor do sol. 
Quero buscar-te 
Assim como os pássaros 
Buscam os seus ninhos 
Para repousar- se. 
Quero olhar-te, 
Assim como os 
Os olhos da aurora que antecedem 
Ao amanhecer. 
E, junto com você, 
Escrever mais uma página 
Da nossa história. 
E sem vacilar 
Convidar-te 
Para falar-te que 
A eternidade é curta 
Para amar-te. 
Quero tocar-te 
Assim como as 
Crianças tocam nos sonhos. 
Quero amar-te e admirar-te 
Assim como um poeta 
Que vive a se deslumbrar 
Por uma simples mortal 
Retendo, minuciosamente, 
Cada gesto, 
Cada passo, 
Cada sorriso e 
Cada olhar. 
Demonstrando esse sentimento 
Em forma de versos 
E juras de amor. 
E não me contentando, 
Vivo gritando 
Para o mundo todo 
Que eu te amo! 
Sendo visto por muitos 
Como louco 
E se passando por ridículo, 
Só por te constranger 
Nas loucuras do amor. 
E ainda que a morte 
Nos Separe
Nos meus pensamentos Tu sempre serás imortal.

Lembranças



Fico a lembrar
Dos ardores 
Dos teus beijos
Que me devora
Sem me consumir.
O tempo
Passa
Até a conta
Já perdi de quantas 
Vezes eu já rolei
Na cama esta noite sem conseguir
Dormi só pensando
Em ti.

Tudo pode acontecer.



Pode o tempo atrasar. 
Pode a rosa exalar mau cheiro. 
Pode a confiança trair. 
Tudo pode. Só não posso 
De você desistir! 
Pode o tudo nunca ter nada. 
Pode o norte se perder.
Pode as flores descartar a primavera. 
Tudo pode. Só não posso
Deixar de dizer que você é a mulher mais bela! 
Podem as palavras ecoarem no silêncio. 
Pode o ouro perder o valor. 
Pode a beleza virar ilusão. 
Tudo pode. Só não posso 
Magoar o teu coração! 
Pode o vitória torcer para derrota 
Pode o sonho torna-se pesadelo. 
Tudo pode. Só não posso
Deixar de te amar por inteiro! 
Pode o universo não ter espaço. 
Pode a paz começar uma guerra. 
Pode o peixe ignorar o oceano. 
Tudo pode. Só não posso 
Fingir que eu não te amo!

Amar



AMAR é dizer BOM DIA!
Mesmo que este não esteja tão BOM...
AMOR não é sempre SORRIR...
É chorar BAIXINHO...
É lembrar momentos ENCANTADOS
Que convivemos
Escrevendo através do TEMPO
Histórias de VIDA 
AMAR é COMPARTILHAR
É  DOAR
PERDOAR 
AMOR É A ESSÊNCIA DA VIDA...

Você a minha sorte



Quero morrer de amor,
Assim sendo não sentirei a morte,
Quero morrer de amor,
Assim terei dádiva de Deus “a sorte”,
Quero ser cada vez mais intimo e profundo,
Lamber o seu suor como se fosse mel,
Ser o seu serviçal o Máximo que pude,
Saboreando a sorte,
Antes que nada mude,
Só assim em vida terei o céu.

Nova história



Se ao perceber que alguém 
Te desprezou 
E só te fez sofrer, 
Te peço que não chores. 
Ergues a tua cabeça 
E quem sabe nossos olhares 
Possam se encontrar. 
E pedirei a Deus 
Que apague tudo 
O que pra trás ficou 
E reescreva sobre mim e ti 
Uma nova e eterna história de amor.

Tesouro desconhecido



Dizem que o mel é doce
Porque ainda não beijaram a tua boca
Que o refresco é delicioso e refrescante
Porque não provaram ainda a tua saliva.
Dizem que o sol é quente
Porque ainda não sentiram os teus abraços
Que a lua é brilhante
Porque não viram ainda o brilho dos teus olhos
Dizem que as estrelas são lindas
Porque simplesmente não te conhecem!!!
Dizem que a seda é macia
Porque ainda não tocaram a sua pele
Dizem que a natureza é bela e rica
Porque ainda não te viram nua
Dizem que a vida é tudo
Porque não sabem ainda do amor que sinto por ti….

Amor desperdiçado



Muitas vez pensamos que nos conhecemos 
E abstraímo-nos com o que o dia a dia nos apresenta
Não enxergamos o que nos rodeia
Porque apenas nos encantamos com a situação de momento 
Não avaliamos o terreno que estamos pisando
Devido a euforia do momento 
No egoísmo do nosso absorto mundo 
Fechamo-nos no e escuro do nosso meio
E perdemos a noção de estarmos a ficar sem chão
Despertar a tempo é questão de perspicácia
Não despertar é questão de orgulho e insensibilidade
Despertemos cedo para resgatarmos o AMOR que por nós aguarda 

Retornar o sonho



Depois de noites de sonho
Eis que me confronto com noites de pesadelo
Os sonhos se diluíram
A esperança se esfumou
De novo me encontro no princípio da estrada
Quero voltar a sonhar
Quero renascer para o AMOR
Me AME como te AMO 
Que a ti me dedicarei
Com muito carinho e paixão
O caminho para a felicidade está em nossas mãos
Vem, que te espero de peito aberto