segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Sentei-me nas calçadas por amor inebriado



Já vaguei nos sonhos pelas as ruas
Batendo nas portas brincando de ri
Marcando encontro nas noites escuras
Desejando conquistar o amor e ser feliz.
Já fiz juras de amor que esqueci
Beijei muito sem está apaixonado
Já andei na paixão nela perdi-me
Sentei nas calçadas por amor inebriado.
Andei igual aos galos de briga
Cheio de perfume querendo amar
Cheio de marra sentia-me feliz
Louco de paixão querendo beijar.
Fiz charme fui amante e amado
Deixei lembranças guardei saudades
Dos apertos nos bailes beijos molhados
Da magia e encanto das musas amadas.
Tudo fazia para agradar a alma e amar
Por anseios que nem sei explicar
Fiz e hoje ainda tenho saudades
Da juventude que se foi e não volta mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por você existir !!!

Escolhi você, porque faz parte do rol de amigos que sempre que possível, se faz presente em meu espaço. Escolhi você, porque me faz senti...