domingo, 2 de dezembro de 2012

Sem fim...



Pra sempre é meu desejo, juras de amor,
confesso com palavras, você é minha flor;
sua beleza me envolve, na mesa tem sabor,
admiro e saboreio sempre com certo pudor!
Rosa perfumada, espinhos da saudade,
machucas o meu ser, és minha deidade,
a ti suplico e imploro tenhas piedade!
Sentimentos são profundos, momentos de vigor,
não tem como esconder, por trás desse rubor!
Oceano da paixão me afogue de vez na eternidade!   

Nenhum comentário:

Postar um comentário