quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Você



Disse que ia ligar, longa foi minha noite a esperar
Te convidei pra sair, queria te namorar
Quem mais além de mim, pra sentir essa dor que me consome
Não é se lamentar, mas gritei seu sobrenome
tatuei em meu peito o seu lindo nome
Prisioneiro dessa ânsia, quem vigia é a armânsia
No ombro a fadiga, descanso em uma viga
Turvos pensamentos, para o amor eu me curvo
feres minha vida, você é mesmo fogo
Lembro desse dia, lembro dessa hora
Na verdade fui além, sem pensar no mundo afora
Estou com tanto medo, antes fosse outrora
Perdi a direção, não abro exceção
foi a emoção, que abriu meu coração... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário