sábado, 3 de novembro de 2012

Emboscada do coração



Debruçado sobre as nuvens 
Distraído na face do tempo 
Encontrei-te vagando 
Aqui nos meus pensamentos. 
Segui os teus caminhos 
Embriagado pela paixão. 
Até pensei que fosse 
Só mais uma alucinação. 
Puro engano! 
A tua simples presença 
Causou-me reboliços dentro do peito 
E desde então 
Vivo construindo emboscadas
Para laçar-te
E prender-te no meu coração. 
Não te preocupes, 
Porque não te causará 
Nem um dano. 
O que eu simplesmente quero,
É ser louco o bastante 
Ao ponto de ser capaz 
De sacudir o mundo 
Para que todos saibam 
Que todo esse atrevimento 
É para que ninguém me distraia 
Interrompendo-me, 
Enquanto milhares de vezes 
Falarei 
Bem baixinho no teu ouvido: 
Eu te amo! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário