Desejo amor...



Pouco me importa a hora,
Nada importa lá fora...
O tudo é agora, é você...
Que com os braços me retém,
E com abraços me aprisiona...
Que com o corpo me devora!
Eu que sei o preço que pago, na solidão,
Sei o que sinto quando estou contigo...
Aprisionada em tuas mãos...
Languidamente sob teu corpo, largada...
Sendo devorada... Por tua fome feroz!
Pouco ou nada me importa a hora,
Nada me importa lá de fora,
O tudo é o agora, é você que prendo com as mãos...
Que retenho em meus pecados,
Donde tira bocados,
Para saciar tua fome atroz!
Estamos sós e nada mais importa agora...
Só eu sei o preço que pago, quando vago na solidão!
Sei o que sinto quando estou contigo,
Mordiscando tuas orelhas,
Murmurando em teus ouvidos:
Ama-me um pouco mais, agora!
Antes de ir embora,
Antes de deixar-me outra vez tão só! 

Comentários

Postagens mais visitadas