sábado, 3 de novembro de 2012

Atrevimento



O tempo passa, 
Eu a espero 
Enquanto você não vem 
Tento uma declaração 
De amor fazer. 
Penso no Sol, nas flores, 
Nas estrelas e no oceano... 
Tudo isso é muito pouco 
Para dizer “eu te amo”. 
Mas quando me perco 
No seu olhar, 
Instantaneamente 
Seguro as suas mãos 
E palavras de amor 
Atrevo-me a balbuciar. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário