sábado, 17 de novembro de 2012

Anjo



Eu caí, mas foi por você
Por favor não morra em minhas mãos
De lá de cima eu vi você, não consegui tirar os olhos
Fiquei sim muito curioso, como seria tocar você
Reparei no seu desespero, se deparou com o inesperado
Adoro como descreve o gosto das coisas, foi quando te conheci
você apareceu, eu me aproximei
Então se arrisquei, de tudo que conhecia
Ao seu lado cada vez mais, queria eu ficar
Até que me deparei, com o que prá mim era desconhecido
Podemos escolher, basta apenas um querer
Decidido a fazer, sua própria vontade de ser
Nem todos acreditam em nós, mais só a você me revelei
Mesmo sem ainda sentir, toquei sua pele macia
Meus lábios umedecidos pelo forte desejo
Sua boca foi meu primeiro gole, desse intenso amor
Você muito curiosa, começou a fazer perguntas
Viu uma simples foto, não tinha mais suspeitas
Fez prova da minha existência, da onde veio o medo
Por quê é tão difícil, impossível acreditar
Vim lá da eternidade, só pra te amar
Sei que está pensando, no que pode acontecer
Estou mesmo aqui, não saio mais daqui
Me perdi em seu mundo, não quero me encontrar
Sozinho nesta luz, agora vou ficar
De cada sentimento, valeu cada momento
Leve minhas lágrimas, carrego nas entranhas
Do tempo que passamos, parte do seu ser
Terminou minha viagem, foi uma passagem
Agora nesta vida, guardo sua imagem. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário