quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Águas de amar



Me receba nas sua cálidas águas de mar
eu chegando com minha impetuosidade de rio
para te amar, com suas águas minhas águas
se misturar, sais de carinhos nas doces águas das caricias
Em uma só água nos transformar
Em um só oceano nos integrar
de águas azuis e cristalinas
nas transparências do nosso amar
Um amor azul, azul da cor do mar
refletindo de dia a nossa alegria
a noite um vivo manto de estrelas a ondular
nos ares de nossos sonhos, encapelar
Rio, que em outras eras saiu mar
foi as nuvens, verteu na terra
pela nascente se tornou regato
cresceu , amadureceu como um rio
Nunca perdeu o sonho de voltar aos braços do mar
na sua inconsciente lembrança, voltar a te encontrar
caminhos percorreu, obstáculos passou
nunca deixou de lutar para seu sonho realizar
Alcançar sua amada formada mar
caudaloso, impetuoso, apaixonado
sentiu a foz chegar, escorrendo pelo leito
no estuário nos aconchegando, nos fazendo águas do amar. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário