sábado, 6 de outubro de 2012

Vaga imagem



Apagar memórias, não sei ainda...
Não sou borracha, nem corretivo.
Sou apenas uma vaga imagem
ou quem sabe, um "arquivo
morto" na tua lembrança...
Que o vento passou e levou,
lançando os pedaços no vazio.
O olhar de cio que um dia
te fitou e te levou ao delírio,
hoje, nada mais é
que um olhar apagado
da mulher...
Que um dia muito te amou! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário