segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Um adeus



O capricho do destino dirigiu seus passos
até os caminhos tortuosos de minha vida.
Chegas-tes sorrindo,
trazias nos lábios uma doce mensagem de amor,
no coração uma alvorada de sonhos,
no brilho do olhar,a esperança de um amor verdadeiro e eterno.
Tocou minhas mãos,um doce convite para dançar,
meu coração bateu forte,suspirei,a felicidade invadiu --me por inteiro,era carnaval.
Percebi então naquele instante mágico,que havia encontrado meu caminho,
cheio de sonhos,magias,encantos,eu o amei  naquele primeiro olhar.
Eu,que não acreditava que pudesse existir um amor tão profundo
que pudesse nos levar aos sentimentos mais puros,sinceros,
que  deixasse a alma leve e a vida transformada em esperança,
Ao olhar em teus olhos,
li uma estranha história de felicidade,
entreguei em tuas mãos minha vida,meu amor,o amor mais puro 
que um coração pode sentir e oferecer.
Senti minha vida renascida da angustia,do vazio,da tristeza em que se sempre se encontrou.
Com você em minha vida
meus dias se tornaram radiantes,
eras o sol que aquecias meus dias frios,
eras a lua que iluminava minhas noites escuras.
trouxe-me a alegria de viver, viver um grande e verdadeiro amor.
mas de repente,uma nuvem escura caiu sobre mim,
conheci o desencanto, a desilusão, a dor mais profunda,
a dor inesperada de um adeus.
teu adeus chegou, veio não sei de onde,nem mesmo, o porque.
Partiu do meu caminho, tudo escureceu, entristeceu,
as lágrimas apagaram o brilho de um olhar, antes, cheios de felicidade,
De repente, foi como se tudo desaparece,
a beleza do mundo,as noites estreladas, os jardins floridos, apenas um deserto.
No teu adeus tudo se foi, os sonhos, a vida, os encantos,ficou a dor, a saudade,
esta saudade impertinente que vem mansamente falar de você,
de tudo que você foi, e eternamente será.
Um adeus, um fim, tudo se acabou, mergulhando em trevas meu coração,
que era cheio de luz,
a luz de um verdadeiro amor. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário