TOLO CORAÇÃO



Oh !  O  que  eu  tenho  imaginado . . .
A  me perguntar ,  a me questionar
Como   achar  você,  onde fica   você
Sofre esse meu  tolo  coração
Em  cada ruído  que ouço
Preme o  tolo coração
Achando  que  estais   próxima
Achando  que  é você  batendo  a porta
Mas não é você,  nada é você
Só é aspiração  de um  tolo  coração   a tua volta
E  enquanto  és mais ausente ,  menos   vou  a  cata  de mim
Restando  esses   olhos,  marejados   de  tempo  em   cinza 
Ah !  Tolo  coração  que ama até a falta
na falta de quem faz  falta,   que  o  sepulta.
Nos   desesperos  inteiros,  desse  sublevado 
amor, que enquanto  ardia,   não   se  doava,
apenas  . . . se  queimava !!!!!!!!!! 

Comentários

Postagens mais visitadas