sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Inocência Morta



A inocência do mundo morreu...
a pureza no olhar foi manchada, se acabou,
o encanto da vida se perdeu.
A alma foi maculada, os sonhos disseram adeus.
Rotinas banais,
tudo o que se passa é o mais triste vazio repleto do nada.
Dias todos iguais, 
o comum reina e se glorifica na prudência covarde e egoísta,
do homem limitado e iludido que mata a divindade em si,
mas se envaidece por ser a imagem e a semelhança de Deus.
Na infinidade de tanta arrogância,
impera a superficialidade, a intemperança.
Conveniência é o que importa.
Renuncia-se a essência autêntica do coração 
por falsas verdades impostas. 
Celebra-se a demência da razão.
Solidão de nós mesmos é o que acontece a nossa volta.
Nessa realidade em que a inocência está morta,
o amor deixou de existir,não pode ser teu ou meu, 
se é que a algum de nós realmente pertenceu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por você existir !!!

Escolhi você, porque faz parte do rol de amigos que sempre que possível, se faz presente em meu espaço. Escolhi você, porque me faz senti...