quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Tu




Tu vieste no silêncio do fado
Rachando os meus sonhos
Fez-se fase, seio calado
Sol, vento, pôs-te ali
Sentado ao meu lado
Muito tentei, e muito não vi
Pouco sabia que ias comigo
Até que brotaste no meu peito
Em flor, espinhos, abrigo
E neste mistério encantado
Vi o eu em nós, comigo!
No tempo amando e sendo amado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário