sábado, 30 de junho de 2012

Delirio



Hoje ti quero acesa
Como a chama de uma vela
Sobre a mesa de jantar.
O doce licor
Que dos seus lábios fluem,
Quero aparar com minha boca
Junto a tua boca a mi beijar.
Passeio meus olhos calmamente
Pelo seu corpo nu e minha língua
Pela sua orelha, fagulhas de amor...
Salpicam como estrelas,
Que nos fazem delirar.
O perfume destilado em teus poros
Numa fragrância virgem se faz...
A noite promete grandes emoções,
Dois corpos se querendo,
Dois mundos se abrindo,
Duas chamas ardentes,
Em dois corações delirando de paixão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hoje

Não deixe para amanhã o amor que você pode expressar hoje. O tempo é traiçoeiro… nunca sabemos de antemão, a favor ou contra quem ele con...