sexta-feira, 18 de maio de 2012

Amor infinito



Caminho por estradas, febris sentimentos,
Sem rumo , buscando em teu corpo que fala,
Linhos egípcios,chamados que abraçam ,doce apelo.
Vontade insana , aportada em tuas pernas e mente
Livres ao vento , atadas ao nó místico que amas...
Prazer hora sentido, perfume exalando no leito
Toda Magia do encontro, sagrando momentos
São sonhos que afloram , calor lascivo,
Fera serpenteando meus jardins sem jeito... 
Sonhos de mulher mãos sem rumo , umidade que jorra
Fêmea mimada , quer por querer-me sempre agora
O desejo de ter , corações que choram, amor restrito...
Minha paixão por ti a Lua vem tecendo e resgata , 
Raios platinos que adoçam a menina, louros cabelos
Candor de tua alma insegura , enamorada...
Beijo proibido, rubor roubado da face, bela senhora
Quero fazer-te minha agora , alma gêmea distante
Rainha da Noite , todo meu infinito...

Nenhum comentário:

Postar um comentário